COISAS em destaque! Aguarde!!!

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Dia das Crianças Editora Do Brasil

Sugestões da Editora do Brasil para celebrar o Dia das Crianças
Coleções exclusivas que certamente agradarão aos leitores, pais e educadores

            A Editora do Brasil, atuante no mercado editorial há mais de 70 anos, lançou este ano mais de 40 obras para os pequenos leitores. Os livros reúnem o que há de melhor na literatura infantil e juvenil brasileira. Com projetos gráficos criativos e autores renomados, fortalecem o contato de educadores, pais e leitores com livros de alta qualidade. São publicações inovadoras, qualificadas e selecionadas para que o público infantojuvenil mergulhe no prazeroso mundo da leitura. Selecionamos duas das novas coleções como sugestão de leitura para o dia das crianças. Acompanhe as novidades:

Coleção Janela Janelinha
Bia Villela é a autora e ilustradora desta coleção divertida e cheia de cores e formas diferentes. Os traços de cada figura representada nos livros, aparentemente simples, são, no entanto, muito criativos e apresentam um resultado fantástico, um verdadeiro show de design. Sem dúvida, uma ótima opção para iniciar os pequenos leitores no universo dos livros.



Como é seu dia, pelicano? Já imaginou como é o dia de um pelicano? Mudanças climáticas, surpresas e adversidades cotidianas: nada espanta esse pelicano, sempre pronto e com planos para aproveitar melhor o dia. Com a ajuda desse personagem carismático, os leitores poderão compreender a passagem do tempo, o clima e as atividades que combinam com cada um. Além disso, podem se divertir muito com essa história rica em cores e formatos diferentes. Texto e ilustrações: Bia Villela/ Formato: 20 cm × 20 cm / Número de Página: 24 / Preço sugerido: R$ 36,30 (cada)




De que jeito sou eu? Cada um tem um jeito próprio de ser, não há dúvidas, e as crianças percebem isso logo cedo. Esse livro aborda as descobertas de um simpático coelho sobre o formato de seu corpo, seu pelo e várias de suas características físicas e emocionais. No fim, semelhanças e diferenças são apenas uma questão de ponto de vista. Com ilustrações marcantes e divertidas, o livro ajuda o aluno a compreender melhor as diferenças e semelhanças com relação aos outros e ao mundo, além de trabalhar alguns antônimos da língua portuguesa. Texto e ilustrações: Bia Villela/ Formato: 20 cm × 20 cm / Número de Página: 24 / Preço sugerido: R$ 36,30 (cada)




Só tem círculos? O livro utiliza formas geométricas e sons para apresentar alguns animais de modo lúdico e muito colorido. Quantos círculos é possível ver nas figuras representadas? Esse livro, pensado para os bem pequenos, instiga-os a observar as diferentes dimensões e usos do círculo, que, combinado com outras formas, retrata animais e seus respectivos sons. A criatividade das ilustrações possibilita uma conexão imediata com o livro, uma vez que mostra formas inusitadas para dialogar diretamente com o universo do leitor iniciante. Texto e ilustrações: Bia Villela/ Formato: 20 cm × 20 cm / Número de Página: 24 / Preço sugerido: R$ 36,30 (cada)



Coleção Trupe-trinques
Essa coleção apresenta uma trupe talentosa, que vai deixar tudo nos trinques. Criada para ser divertida e conquistar os pequeninos desde cedo, ela oferece literatura infantil de qualidade. Histórias engraçadas, com textos recheados de imaginação e criatividade, são o atrativo maior dos títulos que compõem essa nova série, feita especialmente para os pequenos leitores da Editora do Brasil.


Claro, Cleusa. Claro, Clóvis. A amizade pode manifestar-se de muitas maneiras. Com uma linguagem visual nova e lúdica, formas geométricas representam os personagens desse livro, que conta a história de dois amigos que fazem tudo juntos e se completam perfeitamente. Até que algo inesperado acontece, levando-os a descobrir que, quando o assunto é amizade, sempre cabe mais um. O livro trata de temas como comportamento, sociabilidade e relacionamentos de um jeito diferente e bastante divertido. Texto e ilustrações: Raquel Matsushita/ Formato: 24 cm × 24 cm / Número de Páginas: 40 páginas/ Preço sugerido: R$ 46,10




Entre tantos O mundo pode parecer enorme, mas também parece muito pequeno às vezes, não é? Tão pequeno quanto uma caixa de fósforos... Pode observar: sempre conhecemos alguém, que conhece alguém, que coincidentemente é primo do vizinho da tia-avó do seu colega da escola. Esse livro aborda de maneira muito divertida para os pequenos leitores as relações interpessoais, as particularidades de cada um, a proximidade nas ligações sociais e também os nomes próprios, tudo isso por meio de temas universais, como família e amizade. Texto e ilustrações: Marcelo Cipis/ Formato: 24 cm × 24 cm/ Número de Páginas: 32 páginas/ Preço sugerido: R$ 46,10




Eu sou uma lagartixa! A imaginação de uma criança é tão fértil que dá até para criar outros mundos. Numa brincadeira ela pode ser vilã, capitã ou um cão. Quando não consegue conquistar o castelo, vira o dragão e continua a brincar. Esse livro traz à tona o poderoso mundo da imaginação infantil por meio de uma criança que brinca de ser o que bem entende, pois no mundo imaginário não há limites. Seja lagartixa, aranha ou dinossauro, o que vale é criar. A história aborda temas como animais e criatividade, possibilitando a discussão sobre as brincadeiras da infância. Texto: Alexandre de Castro Gomes e Cris Alhadeff / Ilustrações: Cris Alhadeff/ Formato: 24 cm × 24 cm / Número de Páginas: 32 páginas/ Preço sugerido: R$ 46,10




Tem cabimento? Um punhado parece nada na mão de um gigante; uma pitada de pimenta pode deixar a comida muito picante. As medidas e porções, muitas vezes subjetivas na linguagem, estão presentes nesse livro de modo muito criativo e poético, abordando algumas noções matemáticas e geográficas por meio de uma brincadeira com essas diversas medidas do cotidiano. O livro, com ilustrações coloridas e conceituais, além de divertido, ajuda a discutir com os pequenos leitores noções de espaço, tempo e quantidade. Texto: Andrea Viviana Taubman e Marcelo Pellegrino/ Ilustrações: Guto Lacaz/ Formato: 24 cm × 24 cm/ Número de Páginas: 40 páginas/ Preço sugerido: R$ 46,10





Verões verdes Contos acumulativos fazem parte da cultura popular há tempos. Nesse livro, o autor colombiano Dipacho traz uma abordagem visual que complementa a finalidade desse tipo de história. Nela, as verduras saem felizes para curtir um verão e nem imaginam o que espera por elas nessas férias muito loucas. A quantificação na narrativa fica evidente para a criança, de maneira lúdica e com um belo uso de cores e formas, além de trabalhar a sonoridade da letra V e a importância da boa alimentação. Texto e ilustrações: Dipacho /Tradução: Heloisa Jahn/ Formato: 24 cm × 24 cm/ Número de Páginas: 32 páginas/ Preço sugerido: R$ 41,10




Sobre a Editora do Brasil: Fundada em 1943, a Editora do Brasil atua há mais de 70 anos com a missão de mudar o Brasil por meio da educação. Como empresa 100% brasileira, foca a oferta de conteúdos didáticos, paradidáticos e literários direcionados ao público infantojuvenil. Foi fundadora da CBL, SNEL, FNLIJ, IPL e da Abrelivros. Os títulos estão disponíveis para comercialização por meio da loja virtual da Editora Brasil (http://www.editoradobrasil.


             

                       


Blog 


              

terça-feira, 3 de outubro de 2017

A Banguela de Gêmeos

Tem uns 20 dias que estavam amolecendo....

Essa Lara.....


A alegria de ficar banguela de gêmeos kkkk... Todo mundo da escola já tinha perdido os dentinhos... mas amanhã ela vai dizer que caíram 2 de uma vez!!!!


Fofuras!





Parece que foi ontem que eles rasgaram a gengiva....




       


                       


Blog 


              

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Resenha A caligrafia da Dona Sofia

Livro
A caligrafia da Dona Sofia
André Neves
Paulinas


Obra de arte e poesia em forma de livro...


Dona Sofia, uma professora aposentada mora no alto de uma colina numa casinha encantadora...


Encantadora e cheia de lembranças...


Dona Sofia adora poesia e, para não permitir perderem-se os seus versos favoritos, ela os escreveu pela casa toda...


 E, acreditando fazer da vida uma vida muito melhor, resolveu espalhar amor por aí.
Como?


Escreveu cartas com seus versos favoritos e o senhor Ananias, o carteiro, entregou para os moradores da cidade.


Um belo dia, ele que entrega cartas por toda a cidade, também recebeu uma...


E, seu Ananias se encantou pela poesia e acreditou que o que dona Sofia quis espalhar pela casa precisava ser mostrado


E assim as pessoas passaram a visitar a casa do Dona Sofia





          Nossa resenha teve muito amor...

Na escola da Lara, eles trabalham letra bastão apenas. Segundo eles, "ninguém mais usa caligrafia"...
Mas, eu comprei um caderno de caligrafia e uso com Lara aqui em casa. Primeiro porquê eu acredito que precisamos saber escrever também em letra cursiva. E segundo porquê tenho uma menininha curiosa que disse querer escrever com "aquelas letras bonitas"...






Lemos o livro e Lara viu logo a caligrafia, ficou encantada... e disse que queria fazer uma casinha igual da Dona Sofia.

Ela ama desenhar. Então, desenhou...



Fez os detalhes do telhado


Coloriu



 Fiz a dobradura...
E a casinha da Dona Sofia ficou em pé!


Ela fez janelas, porta, árvore, flor....


Desenhou o seu Ananias e a Dona Sofia



Recortou e colou


E tudo ficou pronto. Só brincar...




  

                       


Blog 


              

Resenha Barbazul

Livro
⚪Barbazul
⚪Autora e ilustrações: Anabella López @anabellaslopez
⚪Aletria Editora




Lindeza de homenagem às mulheres vítimas de violência esta história clássica chega com uma nova roupagem e ilustrações incríveis.

... uma história para nos fazer pensar....



Conhecem a história? ... 
Barbazul foi um homem que sempre teve tudo... menos pessoas por perto.


 Ninguém se aproximava dele por causa da barba azul.... até que uma vizinha se aproxima a fim de casar uma de suas filhas com o Barbazul.... 


Medo, segredo, poder e limites...  
Até onde você iria??
Pois a mais velha das irmãs se encantou com Barbazul.
E se casaram.


Um dia, Barbazul precisou viajar...


... e deixou com sua mulher uma chave de um quarto que não poderia ser aberto.
Uma vez aberto, a chave não se calaria.


Mas a mulher abriu e foi tomada de horror: o chão era vermelho coberto de sangue e várias mulheres mortas penduradas no teto: as esposas anteriores que não souberam guardar o segredo.


E a chave mostrou que ela também não guardou o segredo.


Deixou a chave cair no chão e começou a chorar desesperada...


Barbazul retornou.


E disse a mulher que a curiosidade selou seu destino: ia morrer.


E agora?....
Você vai ter que ler para saber.





 Recomendo.


Um livrão!



             

                       


Blog